quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Parque Estadual de Vila Velha

Parque Estadual de Vila Velha é um sítio geológico situado no município brasileiro de Ponta Grossa (PR), à vinte quilômetros a sudeste do centro da cidade e à cem quilômetros da cidade de Curitiba, capital do Paraná. Criado em 12/10/1953, pela Lei n0 2.192, o conjunto de Arenitos, Furnas e Lagoa Dourada conta com uma área de 3122 hectares e é coberto, na sua maior parte, por campos naturais. Tombado pelo Departamento do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado em 1966, abriga uma fauna variada: lobos-guará (já raros), jaguatiricas, quatis, gatos-do-mato, cachorros-do-mato, iraras, furão, catetos, veados, tatus, pica-paus, pombas, perdizes, tamanduás-bandeira e mirins, diversos tipos de aves, entre outros.
A Lenda da Vila Velha
Itacueretaba, antigo nome do local hoje denominado Vila Velha, significa cidade extinta de pedras. Este recanto foi escolhido pelos primitivos habitantes para ser a terra dos homens, onde esconderiam o precioso tesouro itainhareru. Tendo a proteção de Tupã, o tesouro era cuidadosamente vigiado pelos apiabas, varões escolhidos entre os melhores homens de todas as tribos. 
Os apiabas desfrutavam de todas as regalias, porém lhes era vedado o contato com as mulheres. A tradição dizia que as mulheres, estando em posse do segredo de abaretama, o revelariam aos quatro ventos, e, chegando a notícia aos ouvidos dos inimigos, estes tomariam o tesouro para si. Se o tesouro fosse perdido, Tupã deixaria de resguardar o seu povo e lançaria sobre ele as maiores desgraças. Dhui, fora escolhido chefe supremo dos apiabas, entretanto, não desejava seguir este destino, pois se tratava de um mulherengo.
As tribos rivais, ao terem conhecimento do fato, escolheram a bela Aracê Poranga para tentar seduzir o jovem guerreiro e tomar-lhe o segredo do tesouro. A escolhida logo conquistou o coração de Dhui. Numa tarde, Aracê veio ao encontro de Dhui trazendo uma taça de Uirucuri (licor de butiás) para embebedá-lo.
No entanto, o amor já havia tomado conta de seu coração, e ela não conseguiu completar a traição. Decidiu, então, tomar a bebida junto com seu amado, e os dois se amaram a sombra de um ipê. Tupã logo descobriu a traição de seu guerreiro e, furioso, provocou um terremoto sobre toda a região.
A antiga planície foi transformada em um conjunto de suaves colinas. Abaretama transformou-se em pedra, e o solo rasgou-se em alguns pontos, dando origem às furnas, e o precioso tesouro foi derretido, formando a Lagoa Dourada. Os dois amantes ficaram petrificados e, entre os dois, a taça ficou como símbolo da traição.
Os Arenitos
Algumas das formações parecem animais como cavalos e camelos, outras seres mitológicos, como dragões e unicórnios, e figuras diversas, dependendo do ponto de vista de onde observados e de boa dose de imaginação do observador. Há uma curiosa rocha pendente no alto entre dois paredões rochosos, sempre prestes a desabar e parecendo flutuar desafiando as leis da gravidade. 
Existem outras formações que lembram cogumelos dos mais diversos tipos e tamanhos, cabeças de índios, tartarugas, fendas cujo formato interno lembram uma garrafa, paredes de pedra que lembram muralhas de castelos e torres de diversos formatos.
As figuras mais conhecidas são: o Cálice, a Bota, a cabeça de camelo e a esfinge.


Furnas
localizadas a 3 km dos Arenitos de Vila Velha, são crateras circulares de grande diâmetro que aparecem isoladas na vastidão dos campos. Também são conhecidas como "Caldeirões do Inferno". Em número de três, as paredes verticais atingem uma profundidade de mais de 100 metros e apresentam um volume de água que atinge, aproximadamente, a metade desta profundidade.
Em uma das furnas foi construído um elevador panorâmico que vence um desnível de 54 metros. O elevador dá acesso ao interior da furna, sob uma plataforma flutuante, localizada a três metros do nível da água. Uma escada dá acesso à plataforma que permite uma visão rara da formação rochosa.

Furna 1:
diâmetro: 80m
profundidade: 107m (53m com água)
Furna 2:
diâmetro: 90 a 105m
profundidade: 70m (30m com água)
Furna 3:
diâmetro: 75 a 100m
profundidade: não alcançou o nível da água

Lagoa Dourada
A apenas 15 minutos da cidade, com 320 m de diâmetro e com profundidade nunca superior a 3 m, tem a mesma origem das Furnas, havendo uma ligação subterrânea entre elas através de um lençol freático. O nível de suas águas é o mesmo de Furnas, ocorrendo porém, um desnível do solo, razão pela qual as mesmas se constituem em crateras profundas.
Pode-se considerar que é uma furna em processo de extinção, devido ao grande assoreamento que recebe de suas margens. Contém peixes, como traíra, tubarana, bagres, carpas e tilápias que utilizam a área para reprodução.
 
O Parque Estadual de Vila Velha, que durante os anos de 2002 e 2004 esteve em processo de revitalização, teve algumas de suas áreas recuperadas. Todos os passeios são feitos por trilhas e acompanhados de guias do próprio parque.
O acesso se dá pela rodovia Br 376 (Ponta Grossa -Curitiba), Km 28 a partir de Ponta Grossa, saída pela Av. Visconde de Mauá ( Oficinas) ou Av. Visconde de Taunay (Ronda).
Telefone: (42) 3228-1138 ou 3228-1539
Entrada para brasileiros: 
R$ 18,00 (Furnas, Arenitos e Lagoa Dourada)
R$ 8,00 (Furnas e Lagoa Dourada)
R$ 10,00 (Arenitos)
Entrada para estrangeiros:
R$ 25,00 (Furnas, Arenitos e Lagoa Dourada)
R$ 10,00 (Furnas e Lagoa Dourada)
R$ 15,00 (Arenitos)
Meia Entrada: estudantes com carteirinha e residentes com comprovante de luz/água/título de eleitor
Isentos de taxa de entrada: pessoas acima de 60 anos, crianças de até 06 anos e portadores de necessidades especiais

Horário
8h às 17:30h, porém a bilheteria fecha às 15h30.* Fechado às terças-feira para manutenção
* E-mail: pevilavelhatur@iap.pr.gov.br (geral)
pevilavelhadm@iap.pr.gov.br (agendamento de visitas)

Sites da pequisa

http://www.pontagrossa.pr.gov.br/especiais/turismo/atrativos_naturais/vila_velha.htm
http://www.tibagi.uepg.br/IIIEPUEPG/turismo/parque.htm










8 comentários:

  1. Fantástico!
    Vai entrar pra lista dos lugares que quero visitar.

    ResponderExcluir
  2. uma boa pedida!

    Escute Otto querida! Som do bom!

    ResponderExcluir
  3. Aquela primeira foto parece com aquele wallpaper do Windows dos Stonehenges, hehehe
    É legal pra quem gosta de um turismo mais natural, confesso que não é lá muito minha praia, rsrs

    Ow, valeu pela indicação no outro post hein, eu não recomendaria meu blog, mas... a vontade, hahahaha

    Abraço

    ResponderExcluir
  4. nossa que legal O.o

    post novo passa la ^^
    chiqueeordinario.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. nossa o lugar parece ser muito lindo *-*

    ResponderExcluir
  6. post novo, passa lá
    http://chiqueeordinario.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Expressar sua opinião é sempre bom, obrigada!